Operação Força no Foco chega a Caruaru para investigar homicídios

 

 

Foi deflagrada na manhã desta terça-feira (23) em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, mais uma etapa da Operação Força no Foco, que tem como objetivo principal prender homicidas. A Operação já foi realizada em Gravatá e Santa Cruz do Capibaribe. Em Caruaru, a ação é desenvolvida pela Policia Militar, Civil, Corpo de Bombeiros, Detran, Delegacia da Mulher, Instituto de Criminalística, Guarda Municipal, Destra, Secretaria da Fazenda e Operação Lei Seca.

 

Uma delegacia móvel vai ficar na cidade entre os dias 23 e 25 de maio. Nesse espaço, 18 equipes de policiais entre delegados, agentes e escrivães estarão atuando para cumprir os mandatos. A PM vai contar com reforços para realizar abordagens em veículos e pessoas suspeitas. Parentes de pessoas assassinadas acompanham o trabalho da força tarefa.

 

Os inquéritos dos homicídios que foram registrados em 2017 na cidade já foram separados e, de acordo com o responsável pela Diretoria Integrada I, delegado Neemias Falcão, as investigações realizadas irão ter um reforço a partir da operação.”Temos ainda mandatos de busca, apreensão e prisão para serem cumpridos e nas próximas 72 horas estaremos atuando para resolver os crimes. Estamos instruindo os inquéritos, para concluir as investigações e apresentar os autores. Essa é uma primeira fase para que possamos culminar com as prisões”, disse.

 

O delegado informou ainda que uma arma já foi apreendida. “Mal começamos a operação e os resultados já começaram a surgir. Estamos cada um dentro do papel e atribuições procurando apresentar a população uma resposta para o momento atual que estamos passando”, disse.

 

Bares e restaurantes da cidade também serão alvos do Corpo de Bombeiros, para avaliar se todos estão de acordo com a Lei. Segundo Neemias Falcão, se irregularidades forem encontradas, os estabelecimentos poderão ser fechados. “Alguns desses locais já foram apontados previamente pela Polícia Militar e vamos averiguar”, disse.

 

A sonegação de impostos também será alvo da Operação. Auditores da Receita estarão fiscalizando trânsito de cargas, para verificar se existe esse tipo de crime. “Além disso, a Polícia Federal vai investigar a atuação de empresas de segurança”, disse Neemias.

 

Do G1

Share This:

Comentários